Loading...

O Futuro está na Computação Edge

“A computação Edge certamente veio para ficar. À medida que vemos uma maior distribuição de sistemas de TI e mais dispositivos conectados, a necessidade de levar o conteúdo para mais perto dos usuários finais é facilmente percebida. Em um nível muito alto, a computação Edge nos permite processar dados muito mais perto da fonte do que outras soluções por aí. Esse é um grande motivo pelo qual os líderes de Data Centers estão investindo ativamente e projetando soluções de consumo Edge”. – Data Center Frontier

 

O que é o Edge?

À medida que a necessidade de uma integração mais rápida das organizações com seus clientes, fornecedores e outros terceiros cresce, dados e análises em tempo real são essenciais para eliminar gargalos de processo e aumentar a capacidade de resposta e isso requer a implantação da computação Edge. Apesar de parecer complexo, o conceito de computação Edge é simples: mover o processamento de dados para mais perto de onde esses dados são gerados e analisados. A computação Edge surge como uma solução para um problema latente, a demanda por tráfego para processamento de dados cada vez mais crescente. Trazendo os dados e poder de processamento para mais perto dos dispositivos, as arquiteturas de rede Edge proporcionam inúmeros benefícios, sendo o principal deles a redução da latência, melhor desempenho dos aplicativos e custos de transmissão otimizados. Organizações de quase todos os tamanhos e formatos, independentemente do setor ou modelo de negócios, estão cientes do Edge como um conceito de rede. A IDC estima que até 2023 mais de 50% da nova infraestrutura corporativa implantada estará com a computação Edge habilitada, em vez de Data Centers corporativos. Os aplicativos em Edge são de longo alcance, com implantações escalonadas em aplicativos que são sensíveis à latência da rede, que exigem segurança aprimorada ou são limitados por requisitos regulamentares.

A computação Edge se mostra uma solução para diversos cenários, como o aumento e projeção de crescimento de aplicações IoT, as demandas de uma indústria 4.0, a necessidade, impulsionada pela migração de funcionários para o home office, por larguras de banda cada vez maiores. Agora, mais do que nunca, são necessários sistemas de negócios robustos para continuar fornecendo recursos e informações a seus clientes e funcionários. Uma infraestrutura física que oferece suporte à computação Edge lhe dará visualização remota em tempo real, segurança e confiabilidade quando for mais necessário.

 

A Jornada até o Edge

A computação Edge pode ser um requisito na implantação do IoT. O IoT requer respostas em tempo real, mas a implantação dos recursos de computação e armazenamento para IoT na nuvem pode não oferecer suporte à IoT devido à latência da rede. A solução para reduzir a latência é mover esses recursos para mais perto dos sensores IoT que estão fornecendo os dados ou esperando uma resposta em tempo real.

Ainda essa semana abordaremos com mais afinco como a computação Edge pode ser a solução para um IoT mais eficiente. Se inscreva para não perder as atualizações.

By |2021-07-08T09:12:04-03:00junho 14th, 2021|Data Center, Enterprise|0 Comments